Para muitos as eleições dos EUA foram uma vitória democrática além de democrata e a democracia funcionou muito bem mais uma vez.


A ilusão da democracia funciona sempre bem. Faz-se uma festa, esquece-se as barbaridades e roubos dos 4 anos anteriores e prepara-se para a nova vaga e novo presidente.
Não sei se Obama é democrata de verdade. A mim não me cheira a democrata e na
verdade o cheiro é um pouco fétido demais para prenunciar algo bom.

Se o cheiro não bastasse, aquela insistência que tem e têm em mostrar quem é o patrão abusando do sinal de mão satânico, seria suficiente para o pôr na lista cinzenta. Ser Maçon 32ª Grau da loja Prince Hall e estar conectado ao CFR não fazem de Obama bom candidato a democrata. Nem o facto de ser amigo de Bush e Cheney e agora fingirem andar á trolitada como sempre fazem os bons iluminados políticos do PS ou PSD , desculpem Democratas ou Republicanos. O aristocrata Obama faz parte da família.




 "Barack Obama and Dick Cheney aren't just cousins, they've shared support for the Bush energy policy and the out-of-control spending that John McCain has fought to oppose," said campaign spokesman Tucker Bounds, referring a claim made last year that Cheney and Obama were distant cousins.

Tem investigadores que são da opinião de que Obama não faz parte dos illuminati e que os illuminati estão desesperados por não terem Obama no bolso. A mim parece desinformação com as origens e amizades de Obama.


" HEMPSTEAD, NY — Dez membros da associação Iraq Veterans Against the War (Veteranos do Iraque Contra a Guerra - IVAW), um grupo de militares veteranos que exige a imediata retirada do Iraque, foram presos junto com pelo menos 5 civis do lado de fora da Universidade Hofstra, onde ocorria o último debate presidencial na quarta-feira, 15 de outubro. O grupo tentava obter respostas dos candidatos para suas perguntas. "Nenhum dos candidatos mostrou real apoio aos militares em serviço e aos veteranos", disse Jason Lemieux, ex-sargento no US Marine Corps que serviu três anos no Iraque, atualmente membro da IVAW.




Os veteranos e seus apoiadores foram enfrentados pela polícia anti-motim assim como pela polícia montada. Após um tenso impasse durante cinco minutos, a polícia usou seus cavalos para atacar a multidão, derrubando e pisoteando vários — includinfo o sargento do exército Nick Morgan (na foto), que sofreu uma fratura no rosto. Leia a reportagem de Ben Dean-Kawamura , de Alex Kane Foto de Bill Perry

As perguntas que a IVAW queria fazer eram:


* (para Obama): "Como Presidente dos EUA, está o sr. preparado para apoiar suas próprias palavras [a respe ito da ilegalidade da guerra no Iraque] e a Constituição dos Estados Unidos apoiando os militares que se recusam a participar naquilo que o sr.
mesmo qualificou de ocupação ilegal?"

* (para McCain): "Que promessas o sr. deseja fazer como veterano que é, como senador e como candidato à presidência, aos veteranos dos Estados Unidos, como prova de que vai garantir que o Departamento de Veteranos (V.A.) tenha recursos, pessoal e capacidade suficientes para evitar que as tropas sofram do modo que estão sofrendo hoje?"




http://www.indymedia.org/pt/2008/10/915465.shtml



-----------------------------------------------------------------------------





2 comentários

  1. Anónimo  

    terça nov 18, 03:18:00 da tarde

    A democracia como valor universal não existe e nem pode existir, pois temos que chegar em sua essência e ver a quem beneficia. Para a aristocracia grega da antiguidade existia a mais ampla “democracia”, porém, para os escravos (que eram a absoluta maioria), a democracia era somente uma palavra vazia. Na realidade a verdadeira e legitima Democracia ainda é uma grande utopia. As eleições em si não fazem uma democracia. A Democracia não é feita apenas de eleições mas também com a possibilidade real da grande totalidade da absoluta maioria da população participar da direção e gestão dos assuntos públicos e sociais. Não existe um modelo autêntico ou forma perfeita ou exemplar de Democracia no mundo, e nem existe um modelo único que sirva para todas as regiões e todos os países. Cada povo busca construir a democracia de acordo com as suas próprias realidades sociais, politicas e econômicas sempre objetivando assegurar a soberania e a independência nacional. É preciso pensar bem no que seja realmente uma verdadeira Democracia. Assim sendo a vontade de um povo (e não de golpistas e tiranos), também pode constituir-se como um processo em forma de Democracia quando acontece de dezenas de milhões de pessoas chegarem a conclusão de que não se pode mas continuar a viver assim e desta forma escolhem o caminho da Revolução Social e da Libertação Nacional. Os Estados Unidos da América que se julgam os campeões de “Democracia” por exemplo não passam de uma grande Ditadura da Burguesia e do Capital Monopolista; ditadura essa que não permite nenhuma ameaça ao seu domínio que não pode ser contrariada e nem ter oposição, pois o capital e os interesses da burguesia em primeiro lugar e tem que ser defendida a qualquer custo. A Democracia para os EUA é quando mandam e ditam as regras e submetem os povos a subserviência, mas quando os povos se levantam e tentam impor-se contra a vontade dos EUA então isso é Ditadura. A dita “Democracia” dos Estados Unidos da América não passa de uma grande fraude um engodo, uma farsa, um faz-de-conta apenas para dizer e enganar de que se trata da vontade da “maioria”. Toda ruidosa propaganda de “Democracia” nos Estados Unidos da América não é senão uma capa fina por traz do qual fica cada vez mais difícil de não esconder a Grande Ditadura da Burguesia e do Capital Monopolista. Nos EUA a “liberdade de expressão e manifestação” e o exercício dos direitos de expressão, associação e reunião, incluindo a participação em organizações não-governamentais e sindicatos permanecem até o instante desde que não fiquem afetando os interesses da burguesia e do capital monopolista. Os Imperialistas dos EUA que usam de estratégia as duas palavras consideradas chave “Liberdade e Democracia” que usadas politicamente não passam de fachada apenas para enganar e dizer que a causa que “defendem” são tudo por esses dois ideais. Existem nos Estados Unidos apenas dois partidos grandes que se revezam e se perpetuam no poder a anos e representam e defendem os interesses do grande capital; e isso não significa dizer que o povo deseja somente a existência desses dois partidos. O Partido Democrata e o Republicano que são dois partidos do Grande Capital Monopolista e um pelo outro é a mesma coisa e não acrescentam em nada, pois os dois simulam que fazem oposição um ao outro e são farinha do mesmo saco, é como trocar seis por meia dúzia, os dois contribuem sobremaneira para diminuir a influência de outros partidos e assim ajudam a manter o povo prisioneiros da Ideologia Burguesa. Os eleitores são enganados de forma eficaz ao pensarem que votando em um ou outro desses dois partidos haverá mudanças mas nada acontece e basta que se observe na politica dos Estados Unidos da América quando ficam criando pretextos para dominar o mundo através da força bruta belicista, agressiva e terrorista. Os dois partidos que tem grande espaço nos meios de Comunicação Social e nas Agências de Publicidade e é exatamente essas que se encontram sob o domínio da classe dominante, que embora sendo menor é toda poderosa. Nesse esquema, a “democracia” é apenas um slogan usado pela burguesia para atingir seus objetivos, e assim dizerem que se trata de uma sociedade que em que todos tem oportunidades sem preconceito ou discriminações, ou seja tudo é feito para defender os interesses do Capital. É bem verdade que nos EUA existem outros partidos mas que não tem a mínima chance de concorrer com esses dois, isso porque a Legislação dos EUA dificulta no máximo a participação de outros partidos nas eleições inventando inúmeros subterfúgios e obstáculos jurídicos entre eles por exemplo, a necessidade de recolherem muito milhares de assinaturas num prazo curto realizada em presença de testemunhas e registradas notoriamente a obtenção de Licenças para os coletores de Assinaturas,etc. E mesmo se os outros partidos conseguirem vencer todas as barreiras, as comissões eleitorais privam-nos frequentemente da possibilidade de participarem nas eleições sob o pretexto de as “assinaturas serem ilegíveis” ou outro qualquer pretexto inventado. Todas as nações devem encontrar sua própria forma de expressão, a conquistar sua própria liberdade e a desbravar seu próprio caminho. O povo de cada país tem todo o direito de lutar pela sua Libertação Social e Nacional a escolherem o melhor caminho para o seu desenvolvimento. Alguns países que realmente tentam tornar-se livres, soberanos e independentes e que buscam seguir o caminho da construção do desenvolvimento democrático conforme a sua realidade politica, econômica e social; e que não queiram ficar nas “mãos” de “joelhos” e submisso aos interesses estadunidenses e que também recusam-se a rezar na cartilha dos EUA , esse governo é perseguido, e rotulado de Ditadura. Os estadunidenses tentam de todas as formas se passarem como os Paladinos da “Liberdade e Democracia” e até usam isso como argumento para dizerem que são “defensores” desses dois ideais quando invadem países soberanos que não queiram ficar de “joelhos” e sob seu controle e domínio absoluto. Os Imperialistas dos EUA invadem países objetivando dominar para extrair matérias-primas e demais riquezas. Para isso, endividam essas nações, compram seus políticos e seus governos fantoches. Os Imperialistas dos EUA que usam de maneira estratégica as duas palavras chave “Liberdade e Democracia”, mas se um povo realmente desejar ser livre, independente e soberano, ao passarem a construir o seu desenvolvimento conforme a sua realidade politica, econômica e social, e que para isso venham a contrariar os interesses do Império dos Estados Unidos da América, a tão propalada “liberdade e Democracia” que os Imperialistas dizem tanto “defender” deixa logo de existir e vem desrespeito e violação dos direitos humanos, perseguições, golpes, torturas, massacres, repressões e guerras.

  2. Anónimo  

    quarta nov 19, 01:14:00 da tarde

    Pois é, e as eleições aqui é igual e a democracia aqui é igual. Uma utopia que talvez até seja boa mas por depender do cidadão falha completamente. Além de que para o cidadão comum democracia é mesmo só votar mas também são cada vez menos esses.
    Espera-se que o governo resolva todos problemas e cada vez mais o cidadão é afastado do poder de decisão.
    As portas ao fascismo estão abertas faz tempo e eles continuam a entrar na democracia que matámos por inacção e passividade.